Edit Content

Turismo de Luxo na Colômbia: conheça as seis regiões turísticas e as experiências autênticas e peculiaridades de cada local

Não é de hoje que o Turismo de Luxo ganhou outros patamares, interesses e propósitos para aqueles viajantes mais exigentes. Se um dia, o segmento luxuoso do Turismo se baseava apenas nos grandes hotéis, nas primeiras classes de companhias aéreas e nos restaurantes exclusivos de chef Michelin, hoje o Turismo de Luxo está baseado também nas experiências que cada destino pode proporcionar.

O Turismo de Luxo vai muito além de um hotel cinco estrelas. A Colômbia, por exemplo, é um país onde é possível desbravar uma cultura autêntica, repleta de viagens exclusivas de alta qualidade, um lugar onde a natureza e a cultura se tornam protagonistas por suas belezas naturais únicas, não encontradas em qualquer outro lugar. O Luxo vai muito além do físico. O Luxo é poder conhecer um destino único, com exclusividade, e poder ver cada parte desta beleza com seus próprios olhos.

O Turismo de Luxo moderno é unir o conforto de um hotel cinco estrelas, com experiências autênticas de cada destino. Então, muito prazer, Colômbia! Nos últimos anos, a infraestrutura hoteleira evoluiu, a conectividade aérea se expandiu e, felizmente, a Colômbia hoje pode oferecer atividades de luxo únicas graças a sua riqueza natural, que faz do país um destino único.

Por falar em infraestrutura, além da própria ProColombia, parte do Ministério de Comércio, Indústria e Turismo da Colômbia que trabalha para promover o país como sendo um destino líder do Turismo, há agências e hotéis por todo o país que fazem parte da Traveler Made, uma rede de designers de viagens de luxo, na qual especialistas de todo o mundo se reúnem para oferecer experiências únicas e autênticas aos visitantes. Esta rede mundial conta hoje com mais de 3 mil agentes de viagem e 445 empresas internacionais especialistas em turismo de luxo, com presença em 70 países.

Mas, por que a Colômbia?

1.         Uma grande variedade de experiências em uma só viagem: diversidade cultural e natural graças às seis regiões turísticas diversas do país

2.              Um destino com encanto: o calor do povo colombiano, que faz o país ser o mais hospitaleiro do mundo

3.              O destino do Epicurismo: o país conta com dez dos 50 melhores restaurantes da América Latina, além do melhor restaurante com uma chef mulher em todo o mundo, bem como uma grande seleção de hotéis de luxo e experiências feitas sob medida.

4.              365 dias de temperatura tropical: as temperaturas variam de acordo com a altitude. A estação seca vai de dezembro a março. A estação chuvosa, vai de abril a outubro.

5.              Conectividade: a Colômbia hoje tem mais de 1,1 mil voos semanais diretos, conexões com 26 países e 26 companhias aéreas que operam para dez cidades no país.

PROTOCOLOS – Atualmente, para entrar na Colômbia é necessário apresentar o comprovante de vacinação contra Covid-19. Já aqueles que tomaram apenas uma dose da vacina ou não se vacinaram são obrigados a apresentar um teste PCR negativo realizado em até 72 horas antes da viagem. É necessário apresentar também o formulário de imigração digital chamado “check mig”, que deve ser preenchido 24 horas antes de entrar na Colômbia e 24 horas antes de sair da Colômbia. Além disso, no retorno ao Brasil, é exigido de seus cidadãos o Certificado Internacional de Febre Amarela emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“O turismo de luxo mudou de patamar. As experiências autênticas que todas as nossas regiões turísticas podem proporcionar aos visitantes comprovam justamente isso. A Colômbia tem uma grande oferta hoteleira cinco estrelas, que se combina perfeitamente com os inúmeros atrativos não encontrados em nenhum lugar no mundo”, disse Carmen Cabellero, presidenta da ProColombia.

As regiões turísticas 

A Colômbia está dividida em seis regiões turísticas, todas com suas características e atrativos únicos: o Grande Caribe Colombiano; o Pacífico Colombiano; Andes Colombianos Ocidentais; Andes Colombianos Orientais; o Maciço Colombiano; e a Amazônia-Orinoco Colombiana.

ANDES COLOMBIANOS ORIENTAIS

Fascinante equilíbrio entre tradição, lendas e modernidade, essa região composta pelos estados de Norte de Santander, Boyacá, Cundinamarca, Bogotá e Tolima, oferece grandes metrópoles, pequenas aldeias históricas e vales sagrados. Por lá, é possível descobrir, por exemplo, os segredos ocultos do bairro La Candelaria, que preserva sua arquitetura colonial e esconde uma das mais ricas artes de rua da América Latina, além de ficar por dentro de tudo sobre o ressurgimento da República da Colômbia no início do século 19. A região proporciona ainda uma visita privada às oficinas de renomados artistas e artesãos, conhecendo as novas tendências da moda e a produção sustentável de designers locais.

No caminho de volta a Bogotá, podemos voar sobre Guatavita, onde ocorreu a Lenda de El Dorado, descobrir uma das cidades coloniais mais majestosas da Colômbia e embarcar em uma jornada ao longo do Caminho Real, construído em 1800 para conectar Barichara a Guane, uma pequena cidade colonial perfeitamente preservada ao longo do tempo. No caminho, os turistas podem aprender sobre os índios Guane, a colonização e a surpreendente influência alemã na região.

 

ANDES COLOMBIANOS OCIDENTAIS

Majestosas montanhas com cheiro de café, vilarejos coloridos e vales floridos. Esta região, composta pelos estados de Antioquia (exceto Urabá), Caldas, Risaralda, Quindio e Valle del Cauca (Zona Cafetera del Valle) é ideal para exploração urbana, para os entusiastas do agro turismo e viajantes que desejam mergulhar no universo do café.

Também é possível desbravar o Vale Cocora, localizado a uma hora de Salento, em busca de vistas panorâmicas. O Vale de Cocora é uma floresta completa de “Palmas de Cera”, a árvore nacional da Colômbia, que medem cerca de 60 metros e podem viver mais de 120 anos.

Em seguida, podemos visitar ainda uma autêntica fazenda privada dedicada à criação de touros e, após uma curta caminhada até um local isolado no topo de uma colina, desfrutar de um piquenique gourmet tão requintado quanto as vistas do Vale Cocora.

Na região turística, ainda é possível aprender sobre a profunda transformação social de Medellín por meio de iniciativas de inovação social em bairros como Comuna 13 e Moravia, guiadas por historiadores especialistas e pela comunidade local.

Por fim, mergulhe na cultura “paisa” através de um típico passeio a cavalo ou de bicicleta pela imensidão dos Andes Colombianos Ocidentais, onde você poderá descobrir a diversidade de ecossistemas, espécies de aves e a cultura do café local. Por lá, ainda é possível praticar o avistamento de pássaros, conhecido também como birdwatching.

MACIÇO COLOMBIANO

O misterioso maciço colombiano abriga os mais importantes sítios arqueológicos colombianos, como San Agustín, a maior necrópole das Américas, e Tierradentro, um conjunto de tumbas subterrâneas decoradas com pinturas rupestres. A região turística é composta pelos estados de Hulla, Cauca (exceto costa Pacífico), Nariño (exceto costa Pacífico) e Putumayo (exceto zona Amazônica).

Na região, também vale a visita a San Agustin, um parque de 80 hectares, para descobrir os lugares mais remotos e inimagináveis da Colômbia por meio de expedições de helicóptero, sem abrir mão do conforto e do estilo.

PACÍFICO COLOMBIANO

Composto pelos estados de Chocó (exceto costa Caribe), Valle del Cauca (exceto Zona Cafetera Norte del Valle), Cauca (costa Pacífico) e Nariño (costa Pacífico). Um verdadeiro paraíso natural e um local chave da biodiversidade colombiana: o Pacífico colombiano é o berço das baleias jubarte, da música e da gastronomia afro-colombianas, além de ser um ponto de acesso para áreas naturais intocadas. Por lá, é possível ter o privilégio de observar as majestosas baleias jubarte em processo de acasalamento, em destinos como Gorgona, Nuqui e Utria. Cali está localizada no Pacífico, a capital mundial da salsa, onde você tem a oportunidade de desfrutar de um dos melhores shows de salsa do mundo e aprender a dançar este magnífico ritmo musical.

AMAZÔNIA-ORICONO

A Amazônia-Orinoco colombiana, composta pelos estados de Arauca, Vichada, Casanare, Meta, Guainía, Vaupés, Guaviare, Caquetá, Putumayo (exceto zona Andina) e Amazonas, é o coração verde da Colômbia, uma terra de florestas antigas e céus azuis, formada por duas regiões de extraordinária importância – a floresta amazônica e as planícies orientais do Orinoco – que abrigam rios formidáveis, cachoeiras de tirar o fôlego, rochas com formações únicas e culturas fascinantes.

Nas planícies orientais colombianas há uma autêntica joia da natureza que irá surpreendê-lo: é Caño Cristales ou o Rio das Cinco Cores é possível realizar caminhadas noturnas na floresta primária da Reserva Natural de Calanoa, guiado por especialistas nativos que o levarão pela selva que nunca dorme, onde poderemos ouvir os sons de sapos, corujas e macacos, e avistar plantas noturnas e cogumelos brilhantes.

Também é possível visitar aldeias indígenas para se aproximar do cotidiano de seu povo (El Vergel ou Mocagua), conhecer seu biocentrismo e sua relação com o mangue.

Além disso, a bordo de aviões ou helicópteros, há a oportunidade de visitar algumas das reservas mais remotas e fascinantes da região de Llanos. É possível passar o dia explorando a reserva a cavalo, canoa, em carros 4×4 e através de caminhadas em busca de animais como palmeiras, jacarés, veados, pumas e centenas de pássaros. Por fim, ande a cavalo com especialistas e ouça suas canções de trabalho que foram declaradas patrimônio imaterial da humanidade pela UNESCO.

GRANDE CARIBE COLOMBIANO

O Grande Caribe Colombiano, composto pelos estados são La Guajira, Magdalena, Cesar, Atlántico, Bolívar, Sucre, Córdoba, Antioquia (Urabá), Chocó (costa Caribe) y San Andrés, Providencia e Santa Catalina, é o lar das margens verdes do Parque Nacional Tayrona, onde a selva abraça o mar, e das neves perpétuas da Sierra Nevada. Com o extraordinário mar de sete cores, a região é a mais completa e diversificada do Caribe. Com um itinerário personalizado, é possível passear pelas águas do Caribe colombiano.

Por lá, também é possível sobrevoar paisagens de tirar o fôlego em um passeio de helicóptero acompanhado por um especialista local. Confira os picos nevados da Sierra Nevada de Santa Marta e sobrevoe a Cidade Perdida, com notáveis vestígios arqueológicos de uma antiga cidade construída pela tribo Tayrona. O turista ainda pode finalizar o dia com um piquenique privado na praia enquanto aprecia a vista inigualável do oceano e da selva.

Durante a noite, é possível vivenciar ainda uma experiência de um jantar privado no teatro Adolfo Mejia, em Cartagena das Índias, um lugar emblemático onde acontece o festival internacional de música clássica, óperas e peças de teatro. O jantar é feito por um chef local, acompanhado pela orquestra filarmônica de Cartagena que o leva em uma viagem pelo Caribe colombiano.

Por falar em gastronomia, desfrute de uma aula de culinária com os melhores chefs do Caribe colombiano em casas coloniais e descubra as raízes da gastronomia colombiana nos mercados locais. Ainda é possível desfrutar de degustações de rum e chocolate, com os melhores bartenders, e aprender sobre o melhor rum de exportação do Caribe.

Conectividade aérea

A Colômbia atualmente conta com operações de Avianca, Copa Airlines, Viva Air e Latam. A Avianca, por exemplo, tem voos diretos de Bogotá para Rio de Janeiro e São Paulo e, a partir de janeiro, inicia operações entre São Paulo e Cartagena. Já a Copa Airlines, por sua vez, tem voos para São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Manaus, sempre com conexão com a Cidade do Panamá, mas com uma grande conectividade com outras cidades da Colômbia. Já a Viva Air tem seus voos diretos entre São Paulo e Medellín, enquanto a Latam tem voos diretos São Paulo-Bogotá.

A Avianca conta com voos diretos do Rio de Janeiro (diário) e São Paulo/Guarulhos para Bogotá (três diários). A Latam, por sua vez, também conta com cinco partidas semanais de São Paulo/Guarulhos para Bogotá. Já a Viva tem quatro voos diretos semanais de Guarulhos para Medellín. Juntas, as companhias oferecem 37 voos semanais diretos entre Brasil e Colômbia.

A Copa Airlines, por sua vez, oferece 162 frequências semanais entre Cidade do Panamá e 11 cidades colombianas. São três voos semanais para Armenia; 10 voos semanais para Barranquilla; 4 voos semanais para Cúcuta; 3 voos semanais para Santa Marta; 3 voos semanais para San Andrés; 2 voos semanais para Bucaramanga; 26 voos semanais para Cali; 41 voos para Medellín; 6 voos semanais para Pereira; 18 voos semanais para Cartagena; e 49 voos semanais para Bogotá.

 

Sobre a ProColombia

Como parte do Governo e do Ministério de Comércio, Indústria e Turismo da Colômbia, a ProColombia trabalha para promover o país como sendo um destino líder para o investimento estrangeiro direto, para o turismo internacional e como um fornecedor de patamar mundial de exportações não mineradoras.

 

follow:

Posts Relacionados